• Quando viajamos, a Carol sempre traz revistas de recordação. O Leo compra imãs.
  • Em menos de um ano juntos visitamos cinco países.
  • O Leo trouxe queijo de Amsterdã no avião, dentro da mochila.
  • Fazemos questão de sempre visitar uma livraria em todas as cidades onde vamos
  • Nós nos conhecemos em uma loja.
  • Carol é adepta do bullet journal, mas ela dá nomes para os seus cadernos, como Caio ou Martin.
  • Atravessamos Berlim correndo por um foguete em miniatura.
  • O lugar mais chique onde nos hospedamos foi em Milão, no Drielle Pallazo Hotel.
  • Visitamos o Top of The Rock, em Nova York, às 23h55 do dia 20 de maio, ainda a tempo de comemorar o aniversário da Carol.
  • Ainda em Nova York, voltávamos para o hotel sempre às 19h porque serviam cookies fresquinhos

 

Verdade. A Carol tem revistas de todos os lugares que visitou, e sempre pede de lembrança aos amigos que viajam. Já a geladeira do Leo é forrada de imãs.

Verdade. Nesses últimos 12 meses estivemos na Argentina, nos Estados Unidos, na Alemanha, na Holanda e na Itália.

Verdade. É permitido trazer queijos na bagagem de mão, e o Leo comprou o dele no aeroporto. Era delicioso, mas ele não se lembra mais qual é a marca.

Verdade. Visitar livrarias é obrigatório!

Verdade. Nós trabalhávamos juntos.

Verdade. Carol está no seu terceiro bullet journal. Eles se chamam Caio, Martin e Luigi, o atual.

Verdade. Leo viu uma réplica em miniatura do foguete do Tintim em uma loja geek e ficamos de voltar lá para comprar. No entanto, acabamos demorando mais do que o previsto em nosso passeio e precisamos correr de verdade para chegarmos na loja antes de fechar.

Mentira! Em Milão fomos recebidos melhor do que em qualquer hotel: na casa da Drielle, amiga da Carol da época da faculdade. Ela nos apresentou a cidade toda, seremos eternamente gratos.

Verdade. Quase que a gente não sobe, mas chegamos a tempo de pegar o último elevador rumo a um dos prédios mais altos de Nova York. Foi assim que a Carol encerrou as comemorações do aniversário dela.

Verdade. Todos os dias saía uma fornada de cookies da cozinha do hotel, pontualmente às 19h. Os passeios passaram a ser programados para estarmos de volta na hora do lanche; depois tomávamos banho e saíamos de novo.

***

Obrigada a você que nos lê – você faz parte dessa história também. E ela está apenas começando 😉

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s