Toda sexta-feira traremos as notícias mais bacanas para você aproveitar ao máximo seu final de semana. Boa viagem!

2000px-Maple_Leaf

Canadá simplificado: a partir de 1º de maio, o Canadá vai oferecer a Autorização Eletrônica de Viagem (eTA), o que vai simplificar bastante a entrada no país. Essa autorização vale como visto e permite a viagem para o Canadá ou o trânsito em seus aeroportos. No entanto, isso não significa que a entrada no país está cem por cento liberada. Para solicitar a eTA, é preciso ter visto americano ou canadense, ok? A autorização é válida por cinco anos e o viajante pode entrar no país quantas vezes quiser.

voyager

Viagem virtual: o lançamento da nova versão do Google Earth bombou nas redes sociais durante essa semana. Agora o aplicativo do Google possui a função Voyager: em parceria com contadores de histórias, cientistas e ONGS, a plataforma produziu grandes conteúdos interativos, permitindo viagens sem sair de casa para locais como a Tanzânia, por exemplo. A nova versão já está disponível online e para Android e deve sair para iOS em breve. 

abear

Decolando: a aviação brasileira está enfim se recuperando. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a demanda por viagens teve alta de 5,9% em março em comparação ao mesmo mês no ano passado. Essa é a primeira alta após 20 meses de retração do mercado. Os brasileiros estão conseguindo voltar a viajar – ainda bem!

1492109361617

E o parabéns?: o Guinness World Records divulgou novos dados nessa semana, e alguns super viajantes entraram na lista. Um deles foi Sven Ragemeier, alemão que conseguiu ter o aniversário mais duradouro do mundo. A proeza foi alcançada unindo viagens entre Auckland, na Nova Zelândia, para Brisbane, na Austrália, e depois seguindo para Honolulu, capital do Havaí. Sendo assim, o aniversário de Sven durou 46 horas! 

grand central 1

Mais recordes: o Guinness também apontou os maiores e mais antigos museus do mundo. Quem ficou em primeiro lugar foram, respectivamente, o Royal Armouries Museum, em Londres, que está aberto ao público desde 1660, e o The Smithsonian Institution, em Washington D.C., complexo que conta com 19 galerias. Já a maior estação de trem do mundo continua sendo a Grand Central Station, em Nova York, nossa grande conhecida. Para saber como foi nossa passagem pela cidade – que, aliás, incluía visitas quase diárias a essa belíssima estação – clique aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s