O Brasil é um verdadeiro caldeirão cultural. Somos frutos da mistura de diversas nacionalidades, desde os primeiros portugueses ao grande fluxo de imigrantes que chegou aqui a partir de 1808, para trabalhar nas lavouras brasileiras. Quando esses estrangeiros chegavam em São Paulo, na maioria das vezes sua primeira parada era a Hospedaria dos Imigrantes, que se tornou depois o Museu da Imigração do Estado de São Paulo.

museu imigração festa imigrante 4

Além de abrigar exposições, fixas e temporárias, o Museu se transformou em ponto de encontro para os descendentes dessas diferentes nacionalidades que ajudaram a compor nosso País. Filhos e netos de italianos, espanhóis, japoneses, alemães, libaneses, entre outros povos, se reúnem para celebrar suas culturas nativas e apresentar o que cada nação trouxe para o Brasil, na forma de arte, gastronomia e cultura em geral. Um dos principais eventos nesse sentido é a Festa do Imigrante, que acontece anualmente em junho. Visitamos a deste ano – e trazemos três razões pelas quais você não pode perder a próxima!

museu imigração festa imigrante 5

O primeiro motivo é a comida, claro! São mais de trinta barracas de comidas típicas dos mais diversos países: dá para almoçar comida coreana, experimentar uma sobremesa da Bulgária e quem sabe alguns salgadinhos croatas. Nossa opção, como já estamos com saudades da Alemanha, foi o currywurst, que conhecemos durante nossa viagem para Berlim. De sobremesa, cada um escolheu uma nacionalidade diferente: Leo foi na França e escolheu uma mousse; já a Carol apostou nos Estados Unidos e escolheu o cheesecake.

O segundo motivo é conhecer mais sobre a cultura de cada país ali presente. O palco principal da festa reúne apresentações de dança e música típicas. No período em que estivemos por lá, deu para ver danças italianas (arriscar uns passos da “tarantella” na fila para comprar ingresso faz o tempo passar mais rápido rs), africanas (com direito à oficina de dança para quem quisesse aprender alguns passos) e uma apresentação de música palestina – lindo!

museu imigração festa imigrante 6

Já o terceiro e último motivo é o próprio museu, já que o ingresso da festa também garante seu acesso às exposições. Conhecer as histórias e ver os objetos de época vão transportar você para outro tempo, além de te fazer refletir. Esses imigrantes, nossos pais, avós e bisavós, viram o Brasil como a possibilidade de recomeçar, olhavam para nossas terras com a esperança de um mundo melhor, com condições mais dignas de trabalho do que as que tinham na Europa. Hoje, quantos de nós não pensamos em atravessar o oceano – ou a fronteira dos Estados Unidos – em busca das mesmas coisas? E quanta coragem eles tiveram de ter para sair das casas deles e vir para um País em construção, uma nação que eles ajudaram a construir? Ao chegar no Museu da Imigração, é inevitável pensar em como foi para eles chegar naquele mesmo lugar, com uma mala cheia de sonhos e disposição. Venha se inspirar.

museu imigração festa imigrante 7

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s